Segundo pais brasileiros, tecnologia é um benefício para os filhos

Categoria: Notícias

Se antes os pais protegiam os seus filhos, hoje eles preparam as crianças de dois a cinco anos para um mundo incerto, estimulando uma variedade de experiências. Essa conclusão é do estudo “Little Big Kids”, realizada pela Viacom Internacional Media Networks com pais e filhos em idade pré-escolar.

75% dos pais brasileiros acreditam que as crianças devem aprender com as vivências e 68% afirmam que uma das lições mais importantes é deixar que façam as coisas sozinhos. Se a decisão afeta as crianças, 77% perguntam a opinião dos filhos antes de tomar qualquer atitude.

Os motivos que levam essas crianças para a pré-escola são: socializar com outras crianças (79%) e aprender a compartilhar e se comunicar com os outros (69%). Brincar é uma prioridade também. Para 67% dos pais, as crianças aprendem brincando e a mesma porcentagem afirma que esse método é mais importante que a educação formal.

A tecnologia também aparece como uma ferramenta para preparar as crianças para a vida escolar.  É importante que os filhos acompanhem as mudanças tecnológicas para 62% dos entrevistados. Além disso, em 68% dos casos, as crianças possuem acesso a um tablet e interagem em uma média de 1,5 horas por dia. De uma forma geral, as crianças em idade pré-escolar gastam 21 horas por semana em dispositivos. O valor varia em cada região e o Brasil se destaca sendo o segundo país com maior tempo nas telas, atrás apenas dos Estados Unidos, em que a média semanal é de 25 horas.

Os pais (85%), no entanto, estão preocupados se seus filhos assistem algum conteúdo impróprio na internet e 59% acreditam que ficar muito tempo em dispositivos pode interferir na aprendizagem e no desenvolvimento. Ainda assim, os benefícios das tecnologias superam essa preocupação. Metade dos país brasileiros dizem que seus filhos usam os dispositivos para conteúdo educacional, o que os torna mais inteligentes.

“De tempos em tempos, um novo grupo de crianças em idade pré-escolar amadurece, por isso é fundamental examinar e reexaminar essa importante etapa da vida. Com o Little Big Kids estamos vendo como as mudanças nas formas de criação estão afetando essas crianças e como as tendências continuam impactando-as à medida que crescem como crianças, adolescentes e adultos”, diz Christian Kurz, vice-presidente sênior de global consumer insights da Viacom.

Para este estudo, a Viacom entrevistou cerca de 6.500 famílias – mães, pais, avós e irmãos – de pré-escolas em 12 países através de diários digitais, pesquisas on-line e vivências etnográficas. Países incluídos foram Austrália, Brasil, Alemanha, México, Holanda, Filipinas, Polônia, Rússia, África do Sul, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos. Além disso, a Viacom equipou os pré-escolares com câmeras Go-Pro para ver o mundo através de seus olhos enquanto exploravam, aprendiam e brincavam.

VIACOM

Fonte: PROPMARK