Apex Legends, lançado pela Electronic Arts, já ultrapassou a marca de 25 milhões de jogadores

Personagens de Apex Legends (crédito: reprodução)

 

 

 

 

 

Se você nunca ouviu falar de Apex Legends, chegou o momento. Apesar de ser um lançamento de alto investimento da reconhecida desenvolvedora de jogos EA (autora de Madden, Fifa e Battlefield), Apex Legends, que neste final de semana destronou o fenômeno do videogame Fortnite em várias áreas, chegou ao mercado sem o suporte de uma campanha publicitária.

Lançado há pouco mais de uma semana, Apex Legends é similar a Fortnite: um jogo online gratuito, de multijogadores, no qual os participantes disputam uma batalha que consagra o último sobrevivente. O jogo alcançou 2,5 milhões de jogadores apenas no dia do lançamento e, dois dias depois, o número subiu para o recorde de 10 milhões de usuários – marco que superou o antigo recorde do game Fortnite (que levou duas semanas para atingir o patamar). E Apex Legends – que já alcançou 25 milhões de jogadores – se tornou o stream mais visualizado no Twitch, na semana passada, atraindo mais de 300 mil pessoas, cerca de três vezes a audiência de Fortnite, segundo os dados do Twitch.

A desenvolvedora do jogo, a EA, anunciou e lançou o jogo no mesmo dia, uma jogada muito diferente da sua típica estratégia de marketing, com teste do jogo, mídia paga e entrevistas cerca de um ano antes de qualquer lançamento. “O jogo chegou no dia do Super Bowl e a EA se apoiou no Twitch e no YouTube para fazer o maior lançamento de todos os tempos de um jogo de batalha real”, diz Daniel Ahmad, analista da Niko Partners, que classifica o movimento da EA como incomum. “Se voltarmos 10 ou 15 anos no tempo, isso não seria possível”.

Marcas como Taco Bell estão veiculando anúncios pre roll em canais populares de streaming para promover a entrega de pedidos para jogadores famintos, enquanto a Izod está veiculando anúncios com o quarterback da NFL Aaron Rodgers para divulgar sua linha de roupas e a Truth.org está alertando a audiência sobre os perigos do tabaco.

Largada acelerada no Twitch
A ascensão meteórica de Apex Legends contou com a ajuda de streamers populares como DrDisrespect (que tem três milhões de seguidores) e Ninja (13 milhões de seguidores), que estão transmitindo o jogo. Outro fator é a qualidade, segundo Ahmad, que ressalta que muitos streamers populares estão entusiasmados com a jogabilidade. “Algo que deve ser levado em conta é a qualidade do jogo em si. O jogo pegou um tema já explorado, mas inovou de uma forma interessante”, afirma Ahmad.

Apex Legends, entretanto, ainda tem um longo caminho pela frente até atingir o mesmo patamar de Fortnite, que foi lançado pela Epic Games em 2017. “Fortnite tem mais de 200 milhões de jogadores e já foi expandido para outras plataformas como o mobile. Apex Legends ainda está em seu estágio inicial. É um bom começo, mas ainda é preciso um tempo até ele conseguir competir com Fortnite”, projeta o analista. Segundo a consultoria R3, EA investe cerca de US 80 milhões em mídia por ano.

Tradução: Fernando Murad
Fonte: Meio & Mensagem
Deixe seu comentário