O jogo Just Dance completa 10 anos em 2019 e a desenvolvedora francesa Ubisoft apresenta ao público, nesta terça-feira (5)

Lançamento da versão 2020 acontece nesta terça-feira (5). (Divulgação)

O jogo Just Dance completa 10 anos em 2019 e a desenvolvedora francesa Ubisoft apresenta ao público, nesta terça-feira (5), a nova versão do game, que na América Latina já acumula 31 milhões de jogadores, sendo 20 milhões somente no Brasil.

De acordo com a Ubisoft, o país representa 63% do mercado global de Just Dance, um dos cenários mais promissores para a distribuidora, que desde 2018 vem firmando parcerias com marcas como a Rede Globo e fortalecendo o setor de licenciamentos.

Segundo Bertrand Chaverot, diretor da Ubisoft na América Latina, desde 2014 o Brasil vem ganhando investimentos da empresa. “O país é o número um para o jogo em termos de audiência. Contratamos os direitos autorais da Ivete Sangalo e depois fechamos com a Anitta a música Bang. Somos um dos poucos países que tem um artista local que está dentro do jogo mundial”, diz.

Desde 2018, a empresa se aproximou de marcas não endêmicas ao universo dos games e conseguiu emplacar a final do campeonato mundial de Just Dance, ao vivo, no GNT. Essa foi a primeira edição do campeonato com patrocínio do Xbox, Rio Quente Resorts e Royal Air Maroc.

Final do Just Dance World Cup 2019 televisionado pelo GNT

Outro case dessas novas parcerias é o da Globosat, que passou a ser responsável por licenciar as marcas Just Dance e Tom Clancy’s Rainbow Six (e-sport mais jogado da Ubisoft AAA) para a criação de produtos de consumo em diversos segmentos.

A MAC Cosméticos é outra marca que tem patrocinado todas as etapas classificatórias de Just Dance para a final brasileira, que acontece em dezembro, na CCXP.

A marca também detém o naming rigths do campeonato latino-americano de 2020, o Just Dance MAC Challange, que terá as eliminatórias em diferentes países da região e a final no Brasil.

“Para o Just Dance 2020, fizemos uma parceria bem legal com a Som Livre, também do grupo Globo, para a participação da cantora Lexa, com a música Só Depois do Carnaval”, diz Chaverot.

Bertrand Chaverot, diretor da Ubisoft na América Latina. (Divulgação)

Em 2019, a Ubisoft completa 20 anos no Brasil, e essas parcerias fazem parte de um marco importante na atuação da marca na LATAM.

“Buscamos marcas que combinam com o jogo, mas também que tenham culturas semelhantes à nossa, porque são muitas decisões e tem de ter confiança”, aponta.

Ainda em 2014, a Ubisoft investiu em campeonatos de Just Dance entre Felipe Neto, Malena, Kéfera e Rato Borrachudo. A empresa, que tem um trabalho parrudo em produção de conteúdo para as redes sociais, viu nos influenciadores uma forma de agregar valor à marca, além de difundir o jogo no país.

Tanto Malena, quanto o Rato Borrachudo ainda fazem trabalhos pontuais para a marca.

“Do mesmo jeito que nós tivemos visão de longo prazo com os youtubers, é preciso ter essa visão com as marcas. Não é uma campanha só para vender uma camiseta e tchau. Tem que ser no mínimo algo de dois ou três anos, tem que ter um relacionamento, porque nosso público, que é jovem, é muito sensível a isso”, aponta.

Sobre parcerias para 2020 Chaverot diz que há marcas interessadas. “Como bancos, operadoras, não é só cosmético e roupa. […] Os jovens veem se as marcas só querem se aproveitar. Eles entendem se é de verdade essa parceria. Tem de ter uma visão global e de longo prazo e isso nós temos, então estamos selecionando bem os parceiros”, diz.

Fonte: Propmark