Festival no Autódromo de Interlagos mantém memória do piloto; 25 anos do instituto do ídolo tem campanha da Africa

As manhãs de domingo no fim dos anos 1980 e começo dos anos 1990 no Brasil costumavam reunir as famílias em torno da TV. E não era para menos. Na telinha, passava acelerando o piloto Ayrton Senna nas competições da F-1. Passados 25 anos desde sua morte, o legado do tricampeão mundial permanece na memória da população, que nesta quarta-feira (1º), poderá celebrar um dia em homenagem ao ídolo.

O Senna Day será realizado no Autódromo de Interlagos, na capital paulista, e vai promover uma série de atividades que resumem os principais atributos da vida do piloto. É o que explica sua sobrinha, Bianca Senna, diretora de branding do Instituto Ayrton Senna.

“A gente desenvolve um trabalho de perpetuar a imagem e os valores do Ayrton para torná-los atemporais. Pensamos em atividades para a família, não só para quem gosta de automobilismo. A ideia do evento é fazer referência ao domingo de manhã, quando a família estava reunida para assistir às corridas do Senna. Hoje, as crianças daquela época já são pais e mães, então reiventamos a história também para as novas gerações”.

A programação do Senna Day inclui atrações musicais, automobilismo e outros esportes, como a corrida de rua, além de exposição temática. Entre as atrações musicais, Sandra de Sá, Di Ferrero e Negra Li são alguns dos artistas confirmados no evento, que também contará com corrida de 5 e 10 quilômetros na pista onde Senna fez história ao conquistar vitórias inesquecíveis em 1991 e 1993 pela McLaren-Honda.

A marca automobilística, aliás, marcará presença no evento com o esportivo McLaren Senna. O carro foi lançado no Salão do Automóvel em Genebra, em 2018, com apenas 500 exemplares produzidos. Com preço de R$ 8 milhões e capacidade de atingir até 340 km/h, o carro participará de uma apresentação feita pelos pilotos Sérgio Sette Camara e Cacá Bueno.

A Volta Rápida no circuito de Interlagos tem apoio da Heineken, cerveja oficial do Senna Day. Essa é a primeira ação fruto da parceria entre a cervejaria e a família Senna neste ano. “Patrocinadora global da F-1, a cervejaria  tem o objetivo de inspirar as novas gerações através do legado do piloto. ”

“Estamos desde 2017 tentando encontrar a melhor maneira de dar vida à essa ideia com todo o cuidado e respeito que temos por ele. Acreditamos que as futuras gerações, que não o viram dirigir, ficarão surpresas com a força que seu legado ainda tem e se sentirão inspirados com a importância dele na história da F-1”, afirma Vanessa Brandão, diretora de marcas premium do grupo Heineken no Brasil.

O evento terá ainda apoio de outras marcas que já têm relação com o Instituto Ayrton Senna. Entre elas, o Itaú, que desde 1995 mantém um cartão de crédito personalizado. Nele, a cada compra, parte do valor é destinado à entidade. McDonald’s, TagHeur e FS também patrocinam o evento.

Orgulho nacional
Como forma de reforçar o trabalho do Instituto Ayrton Senna, que atua na capacitação de professores em todo o Brasil, a entidade se prepara para lançar sua campanha institucional. A ideia é marcar seus 25 anos de atuação fazendo um paralelo entre os feitos de Ayrton Senna e o trabalho diário dos professores. O filme é assinado pela agência Africa, que atende a entidade de forma pro-bono desde 2017. “Foi uma grande sacada da criação. Eles entenderam qual é a intenção do instituto, que é fazer a valorização dos professores. A ideia foi transferir a valorização do Ayrton para o professor. Se você acha que ele é um herói, você deveria olhar para o professor do mesmo jeito”, explica a executiva.

Além da campanha, a família Senna se prepara para o lançamento de uma série que conta a história do piloto pré-F-1 e durante as competições. “Estamos no processo de roteirização. Também estamos conversando com emissoras de TV e empresas de streaming para definir a plataforma. A Gullane assina a produção”, finaliza Bianca.

Fonte: Propmark