Todos os posts da categoria: Notícias
01mar
Tycoon 360 é a agência de licenciamento da marca Among Us no Brasil!
NotíciasDeixe um comentário

A parceria tem como objetivo trazer linhas exclusivas de produtos Among Us para o mercado brasileiro. A Tycoon Enterprises intermediará os acordos comerciais para a região da América Latina

Innersloth LLC e Dual Wield Studio assinam com a Tycoon Enterprises para representação da marca Among Us no Brasil e na América Latina.

 

A Innersloth LLC, desenvolvedora indie de games, e seu parceiro global Dual Wield Studio anunciaram hoje a nomeação da Tycoon Enterprises, uma das maiores agências de licenciamento da América Latina, para representar o fenômeno Among Us no Brasil e nos territórios onde atua na América Latina.

 

Unindo brilhantemente humor com o gameplay de sobrevivência e a simplicidade visual nos elementos gráficos, Among Us conquistou o mundo. Em novembro do ano passado, alcançou meio bilhão de jogadores únicos mensais, sendo essa a maior base de usuários mensais de qualquer jogo já lançado – e ganhou o prêmio de Melhor Jogo Multijogador e Melhor Jogo para Celular no Game Awards 2020. Um verdadeiro campeão no PC, mobile e Steam, o jogo também foi lançado recentemente no Nintendo Switch e, ainda este ano, será lançado no X-Box.

 

O acordo concede à Tycoon amplos direitos no licenciamento e, em breve, trará produtos oficiais para os fãs apaixonados pela marca. A Tycoon possui 30 anos no ramo de licenciamento e relacionamento e ampla experiência em varejo, live shows e e-commerce.

 

“Os fãs do jogo nos mostraram, por meio do engajamento com a marca, que estão entusiasmados por levarmos os tripulantes a novos mundos e por fazer nossa marca crescer em outras mídias além dos jogos” – compartilha Rowan Rowden, cofundadora da Dual Wield Studio – “e é tudo sobre eles”.

Não há dúvidas sobre a afinidade dos fãs latino-americanos com o jogo. O México e o Brasil acumulam a maior base de jogadores fora dos Estados Unidos e ocupam os primeiros lugares no ranking do Facebook, seguidos pela Colômbia, Argentina e Peru, também nas 10 principais comunidades do Facebook, enquanto as visualizações e curtidas no TikTok e no Twitch crescem em toda a região.

“Among Us se tornou, em pouco tempo, um fenômeno mundial e este é um dos programas de licenciamento mais esperados de todos os tempos, com nível de interesse super alto demonstrado pelo mercado e comunidade de Among Us” – diz Erica Giacomelli, Gerente Geral e Fundadora da Tycoon 360 no Brasil. “Estamos super entusiasmados com as oportunidades para toda a indústria e varejo, e é sempre importante lembrar o papel que as marcas desempenham no caminho para a recuperação. Estamos muito satisfeitos por fazer parte da equipe de Among Us e teremos em breve o lançamento das nossas primeiras linhas de produtos!”

“Temos o prazer em trabalhar com a Tycoon 360 para desenvolver produtos oficiais para o nosso público, que é tão apaixonado pela marca! Queremos retribuir o amor e o apoio que recebemos da comunidade com produtos divertidos e de qualidade. Estamos entusiasmados que isso trará mais oportunidades para os nossos fãs desfrutarem de seus momentos como um tripulante no espaço…ou um impostor!” – Innsersloth.

Fonte: Tycoon 360

Leia Mais
01mar
Sony dá Ratchet & Clank de graça para todos com o Play At Home
NotíciasDeixe um comentário
Imagem de: Sony dá Ratchet & Clank de graça para todos com o Play At Home
Imagem: PlayStation/Reprodução

Ratchet & Clank foi lançado em 2016 e é do gênero de ação e aventura. O título foi produzido pela Insomniac Games, que recentemente foi responsável por Marvel’s Spider-Man.

iniciativa Play At Home foi criada no ano passado para incentivar as pessoas a permanecerem em casa por causa da pandemia de coronavírus. Para oferecer entretenimento, a marca disponibilizou de maneira definitiva e de graça a coletânea Uncharted: The Nathan Drake Collection e o indie Journey à época.

“Neste ano, queríamos ir mais longe. Por isso, criamos uma série de jogos gratuitos e ofertas de entretenimento para a nossa comunidade PlayStation para tornar os próximos meses um pouco mais divertidos e agradáveis”, disse a empresa em uma postagem em seu blog oficial.

A campanha neste ano seguirá entre os meses de março e junho. Além do primeiro título gratuito, foi anunciada ainda uma oferta de acesso estendido para novos assinantes do Funimation (plataforma de streaming de animes). Essa oferta, porém, só estará disponível nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Irlanda, Austrália e Nova Zelândia.

A PlayStation pontuou ainda que nas próximas semanas deve divulgar mais novidades em relação a games gratuitos e outras ofertas de entretenimento.

O que achou da novidade? Está ansioso para saber sobre os próximos jogos que serão entregues gratuitamente? Conte para nós nos comentários!

Fonte: Tecmundo
Leia Mais
01mar
Jequiti lança fragrância “Gabigolzinho” em parceria com Gabriel Barbosa
NotíciasDeixe um comentário

A colônia é fruto da nova linha de produtos infantis da empresa

Gabriel Barbosa terá uma linha exclusiva na marca de cosméticos Jequiti. A colônia Gabigolzinho estreia com foco em produtos infantis.

Em versão miniatura, a colônia Gabigolzinho possui fragrância fresca e visual divertido. A colônia de 240 ml será comercializada a R$ 25,90, com preço promocional de lançamento a R$ 19,90. Criado pela casa de fragrâncias Givaudan.

Duas famosas comemorações de Gabigol, em uma pose mostrando a força nos braços e outra segurando uma plaquinha com a frase “Hoje tem gol do Gabigol”, estampam o produto.

Fonte: Mkt Esportivo

Leia Mais
01mar
Globo de Ouro 2021: Disney e Netflix lideram prêmios
NotíciasDeixe um comentário

Streaming levou estatuetas por The Crown e Disney leva Melhor Filme – Drama e Melhor Diretor por Nomadland, da Searchlight Pictures

Em 2020, as 17 indicações a Netflix na 77ª edição do Globo de Ouro não correspondeu à realidade do evento, que premiou apenas duas categorias ao streaming líder de nomeações. Este ano, a narrativa mudou, ao menos nas categorias representando séries de televisão. Das 20 indicações em televisão, Neflix levou nove. Apesar disso, o SVOD sofreu uma derrota em filmes. Mesmo liderando as indicações com 22 menções, foi premiada três vezes, enquanto as propriedades da Walt Disney Company subiam ao pódio (virtual) quatro das nove vezes que foram indicadas entre Pixar, Disney + e Searchlight Pictures.

(Crédito: Reprodução/Searchlight Pictures/Associação/Netflix)

Realizado na noite deste domingo, 28, a 78ª edição do Golden Globes foi realizada simultaneamente em Nova York, Los Angeles e na casa dos indicados e vencedores. Tina Fey, em Nova York, e Amy Poehler, na Califórnia, apresentaram — juntas pela quarta vez e em grande sincronia pouco afetada pelo delay — para trabalhadores essenciais. A premiação celebrou-os e arrecadou fundos para a instituição Feeding America, que tem como meta alimentar mais de 46 milhões de pessoas nos Estados Unidos através de despensas, cozinhas de sopa, abrigos e outras agências comunitárias.

Os vencedores irão receber seu troféu posteriormente em casa, com exceção de Jane Fonda, que recebeu presencialmente sua estátua pelo Prêmio Cecil B DeMille por suas contribuições para o entretenimento. Os demais premiados estiveram conectados por videoconferência.

Embora as discussões sobre a importância da diversidade na frente e por trás das câmeras na indústria do cinema. A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, realizadora do Globo de Ouro, foi criticada pela falta de atores e atrizes negros indicados em diversas categorias. As críticas foram inclusas nos discursos de Amy e Tina e reverberado na apresentação de alguns prêmios e discursos de vencedores. A associação prometeu se comprometer para reverter a situação.

A edição também foi marcada pela primeira vez em que a premiação teve mais de uma mulher indicada à melhor direção — foram três: Emerald Fennell, Regina King e Chloé Zhao — e a segunda vez em que uma mulher leva o prêmio (Chloé Zhao). Antes disso, a única a vencer foi Barbra Streisand. Outro ponto de emoção foi a conquista póstuma de Chadwick Boseman como Melhor Ator em Filme – Drama em A voz suprema do blues.

Na matemática das indicações, do total de 42 indicações, liderando a edição com o filme Mank (6) e a série The Crown (6), Netflix levou 12 estatuetas. Em filme, depois da Netflix a Amazon Prime Video teve sete indicações, mas levou dois. Em séries, a HBO foi a segunda mais indicada com 7 nomeações, mas levou apenas um prêmio. Essa foi a primeira vez que a Apple TV + levou um Globo de Ouro pela atuação de Jason Sudeikis em Ted Lasso.

As grandes produções de destaque da noite foram Soul (Pixar/Disney) e O Gambito da Rainha (Netflix), que venceram nas duas categorias em que ambos foram indicados; Nomadland (Seachlight Pictures/Disney), que levou os prêmios de Melhor Filme – Drama e Melhor Diretor; Borat: fita de cinema seguinte (Amazon Prime Video), que ganhou Melhor Filme – Musical ou Comédia e Melhor Ator em Filme – Musical ou Comédia; The Crown (Netflix), que conquistou quatro estatuetas (Melhor Série – Drama, Melhor Atriz em Série – Drama, Melhor Ator em Série – Drama e Melhor Atriz Coadjuvante em Série);Schitt’s Creek (Netflix), vencedor de Melhor Série – Musical ou Comédia e Melhor atriz em Série – Musical ou Comédia; e O Gambito da Rainha (Melhor série limitada ou filme para TV e Melhor atriz em série limitada ou filme para TV).

A indústria da televisão e do cinema atribuem a grande indicação à streamings à pandemia, que fechou cinemas e fez com que as grandes premiações fossem adiadas, assim tornando lançamentos tardios possíveis. O Globo de Ouro dá início à temporada de prêmios. Os próximos serão o Critics Choice Awards em 7 de março, o Screen Actors Guild Awards em 4 de abril, os BAFTAs em 11 de abril e, por fim, o Oscar em 25 de abril.

Confira todos os vencedores:

CINEMA

Melhor Filme – Drama
Meu Pai
Mank
Nomadland
Bela vingança
Os 7 de Chicago

Melhor filme – Musical ou comédia
Borat: fita de cinema seguinte
Hamilton
Palm Springs
Music
A Festa de Formatura

Melhor diretor
Emerald Fennell — Bela Vingança
David Fincher — Mank
Regina King — Uma noite em Miami…
Aaron Sorkin — Os 7 de Chicago
Chloé Zhao — Nomadland

Melhor atriz de filme – Drama
Viola Davis (A voz suprema do blues)
Andra Day (Estados Unidos Vs Billie Holiday)
Vanessa Kirby (Pieces of a Woman)
Frances McDormand (Nomadland)
Carey Mulligan (Bela vingança)

Melhor ator de filme – Drama
Riz Ahmed (O som do silêncio)
Chadwick Boseman (A voz suprema do blues)
Anthony Hopkins (Meu pai)
Gary Oldman (Mank)
Tahar Rahim (The Mauritanian)

Melhor atriz em filme – Musical ou comédia
Maria Bakalova (Borat: Fita de cinema seguinte)
Anya Taylor-Joy (Emma)
Kate Hudson (Music)
Rosamund Pike (I Care a Lot)
Michelle Pfeiffer (French Exit)

Melhor ator em filme – Musical ou comédia
Sacha Baron Cohen (Borat: fita de cinema seguinte)
James Corden (A Festa de Formatura)
Lin-Manuel Miranda (Hamilton)
Dev Patel (The Personal History of David Copperfield)
Andy Samberg (Palm Springs)

Melhor ator coadjuvante
Sacha Baron Cohen (Os sete de Chicago)
Daniel Kaluuya (Judas e o messias negro)
Jared Leto (Os pequenos vestígios)
Bill Murray (On the Rocks)
Leslie Odom, Jr. (Uma noite em Miami…)

Melhor atriz coadjuvante
Glenn Close (Era uma vez um sonho)
Olivia Colman (Meu pai)
Jodie Foster (The Mauritanian)
Amanda Seyfried (Mank)
Helena Zengel (News of the World)

Melhor roteiro
Bela vingança
Mank
Os 7 de Chicago
Meu pai
Nomadland

Melhor filme em língua estrangeira
Another Round (Druk) – Dinamarca
La Llorona – Guatemala / França
Rosa e Momo (The Life Ahead ou La vita davanti a sé) – Itália
Minari – Em Busca da Felicidade – EUA
Nós duas (Two of Us ou Deux) – França e EUA

Melhor animação
Os Croods 2: Uma Nova Era
Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica
A caminho da Lua
Soul
Wolfwalkers

Melhor trilha sonora
O céu da meia-noite – Alexandre Desplat
Tenet – Ludwig Göransson
News of the World – James Newton Howard
Mank – Trent Reznor, Atticus Ross
Soul – Trent Reznor, Atticus Ross, Jon Batiste

Melhor canção original
“Fight for You” de Judas e o messias negro – H.E.R., Dernst Emile II, Tiara Thomas
“Hear My Voice” de Os 7 de Chicago – Daniel Pemberton, Celeste
“Io Si (Seen)” de Rosa e Momo – Diane Warren, Laura Pausini, Niccolò Agliardi
“Speak Now” de Uma noite em Miami… – Leslie Odom Jr, Sam Ashworth
“Tigress & Tweed” de Estados Unidos Vs Billie Holiday – Andra Day, Raphael Saadiq

TELEVISÃO

Melhor série – Drama
The Crown
Lovecraft Country
The Mandalorian
Ozark
Ratched

Melhor série – Musical ou comédia
Emily In Paris
The Flight Attendant
The Great
Schitt’s Creek
Ted Lasso

Melhor série limitada ou filme para TV
Normal People
O Gambito da Rainha
Small Axe
The Undoing
Unorthodox

Melhor atriz em série – Drama
Emma Corrin (The Crown)
Olivia Colman (The Crown)
Jodie Comer (Killing Eve)
Laura Linney (Ozark)
Sarah Paulson (Ratched)

Melhor ator em série – Drama
Jason Bateman (Ozark)
Josh O’Connor (The Crown)
Bob Odenkirk (Better Call Saul)
Al Pacino (Hunters)
Matthew Rhys (Perry Mason)

Melhor atriz em série – Musical ou comédia
Lily Collins (Emily in Paris)
Kaley Cuoco (The Flight Attendant)
Elle Fanning (The Great)
Jane Levy (Zoey’s Extraordinary Playlist)
Catherine O’Hara (Schitt’s Creek)

Melhor ator em série – Musical ou comédia
Don Cheadle (Black Monday)
Nicholas Hoult (The Great)
Eugene Levy (Schitt’s Creek)
Jason Sudeikis (Ted Lasso)
Ramy Youssef (Ramy)

Melhor atriz em série limitada ou filme para TV
Cate Blanchett (Mrs. America)
Daisy Edgar-Jones (Normal People)
Shira Haas (Unorthodox)
Nicole Kidman (The Undoing)
Anya Taylor-Joy (O Gambito da Rainha)

Melhor atriz coadjuvante em série
Gillian Anderson – The Crown
Helena Boham Carter – The Crown
Julia Garner – Ozark
Annie Murphy – Schitt’s Creek
Cynthia Nixon – Ratched

Melhor ator coadjuvante em série
John Boyega (Small Axe)
Brendan Gleeson (The Comey Rule)
Dan Levy (Schitt’s Creek)
Jim Parsons (Hollywood)
Donald Sutherland (The Undoing)

Melhor ator em série limitada ou filme para TV
Bryan Cranston (Your Honor)
Jeff Daniels (The Comey Rule)
Hugh Grant (The Undoing)
Ethan Hawke (The Good Lord Bird)
Mark Ruffalo (I Know This Much Is True)

**Crédito da imagem no topo: Denise Jans/Unsplash

Fonte: Meio & Mensagem

Leia Mais
01mar
Festival online exibirá o longa “Peixonauta: Agente Secreto da O.S.T.R.A”
NotíciasDeixe um comentário

O primeiro longa da Pinguim Content, o premiado Peixonauta: Agente Secreto da O.S.T.R.A. (2012), de Celia Catunda e Kiko Mistrorigo entra para o catálogo do Festival Férias Brasileiras, que começa nesta quinta-feira, dia 25.

Dedicado ao público infantil e uma ótima opção para divertir as crianças! O Festival é composto por 23 títulos nacionais, que estarão disponíveis gratuitamente na plataforma Looke, até 25 de março.

Confira aqui a programação!

Fonte: Pinguim Content

Leia Mais
26fev
Netflix cada vez mais próxima de franquias de jogos populares
NotíciasDeixe um comentário

No final de outubro, a Netflix anunciou uma parceria com a Ubisoft para adaptar a franquia “Assassin’s Creed” da editora de jogos em uma série live action. A franquia se desenvolve ao redor da história de uma sociedade secreta de assassinos com “memória genética” e sua batalha de séculos contra os cavaleiros templários.

A franquia da Ubisoft já vendeu 155 milhões de jogos em todo o mundo e também foi transformado em um filme de 2016 estrelado por Michael Fassbender e Marion Cotillard, mas que teve um desempenho aquém do esperado nas bilheterias.

Recentemente, a gigante das séries fez um pedido de oito episódios para “Resident Evil”, outra franquia de jogo que foi previamente adaptada para a tela. Ademais, a Netflix hoje já faz grande sucesso com a adaptação de “The Witcher”, uma série baseada em livros de fantasia popularizados por meio dos videogames.

Uma tendência semelhante aos jogos de apostas

A aposta da Netflix não é algo inédito no mundo dos negócios virtuais. A aproximação com franquias de jogos já é uma tendência observada em empresas de jogos de caça-níquel e roletas. Ao aproximar a jogatina de clássicos do videogame, é mais fácil conseguir que o usuário invista cada vez mais dinheiro nos jogos de apostas online.

De forma ainda mais perspicaz, é comum que os próprios sites de caça-níquel ofereçam ao usuário de suas plataformas um guia completo sobre como funciona máquina caça níquel, de forma a instruir o jogador para que ele se sinta mais seguro em apostar. No contexto dos streamers, a Netflix certamente ganharia a atenção de seus espectadores se apostasse em guias e tutoriais em vídeo sobre os jogos que serviram de base para a criação de suas séries.

O novo sempre chama atenção, e o espectador está sempre a procura de algo inusitado. A expansão para o novo nicho dos games populares é reflexo de um período conturbado para a Netflix. À medida que o mercado de streaming se torna cada vez mais saturado e o crescimento desacelera, a empresa deve encontrar outras maneiras viáveis de ganhar dinheiro. Entre elas, uma particularmente promissora é justamente essa aproximação com os jogos.

Concorrentes para todos os lados

Nada torna essa necessidade de expansão mais óbvia do que o lançamento da plataforma de streaming Disney + em dezembro de 2019, que fez com que as ações da Netflix flutuassem violentamente. Ao longo de nove meses desde o anúncio até o eventual lançamento do Disney +, as ações da Netflix caíram 29%.

No universo dos videogames, a Netflix considera o Fortnite como seu maior concorrente, e ambos competem pelo mesmo tempo de tela e carteira do cliente. Os videogames continuam a ser uma das maiores fontes de entretenimento no mundo, com receitas superiores a US $150 bilhões (R$ 806 bilhões) em 2019.

A sobreposição demográfica entre jogadores e assinantes da Netflix é notável. Mas, na batalha pelo tempo de tela, a Netflix possui apenas 10%. Como tal, precisa reconhecer a importância dos videogames e começar a buscar incorporá-los ao seu modelo de negócios. Dessa forma, a empresa poderá competir por mais tempo e atenção de seu público.

The Witcher: um exemplo a ser seguido

A série The Witcher foi o maior programa original da Netflix lançado em 2019. Baseado em uma série de romances de fantasia polonesa, ele se tornou um nome familiar graças a três videogames que antecederam o lançamento da série. Na verdade, o criador do jogo, CD Projekt Red, viu recentemente suas ações atingirem US$ 8 bilhões (R$ 43 bilhões) graças ao aumento nas vendas de Witcher impulsionado pela estreia do programa.

Esses efeitos indiretos são raros e não devem ser considerados de forma leviana. O olho da Netflix para conteúdos de alta qualidade e conceitos de TV, bem como suas notáveis percepções do usuário, podem ser transportados para o mundo dos videogames. Não dá para esquecer que a Netflix deixou de ser um agregador de conteúdo de terceiros para fornecer os melhores filmes e programas de TV, tudo isso em pouco menos de sete anos.

Com essa experiência em seu currículo, a empresa pode construir estúdios de jogos próprios, agregar conteúdo de outros estúdios e usar fusões e aquisições para acelerar a entrada da empresa no espaço dos videogames. Essa manobra também dá à Netflix acesso a marcas populares de jogos que podem ajudar a direcionar seu conteúdo para mais sucessos como The Witcher.

Perspectivas futuras

streaming de séries e filmes pode não ser o suficiente para a empresa, que agora também visa ao streaming de jogos – e isso se deve às novas tecnologias. No passado, estabelecer uma plataforma de videogame consumia muito tempo e dinheiro, pois exigia uma máquina poderosa instalada localmente na casa de um jogador.

Isso mudou graças ao Stadia do Google e ao xCloud da Microsoft. Semelhante ao modelo de negócios vencedor da própria Netflix, os videogames não precisam mais de hardware físico e podem ser reproduzidos por streaming direto na tela.

Neste cenário competitivo em constante mudança, onde ter um modelo de negócios conforme supracitado pode ser a diferença entre ganhar e perder, a entrada da Netflix se encaixa muito bem. Na verdade, a profunda parceria tecnológica da Netflix com a Amazon também pode desempenhar um papel significativo.

Com a plataforma de streaming de videogame da Amazon a caminho, não seria surpreendente ver a Netflix colaborando com a Amazon para ajudar a lançar seu próprio serviço de streaming de videogame com o suporte tecnológico da Amazon.

Fonte: Mais Tecnologia
Leia Mais
26fev
Festival gratuito reúne mais de 20 filmes para o público infantil
NotíciasDeixe um comentário

Férias Brasileiras abre discussão da criação nacional voltada para as crianças, com direito à contação de histórias

 (crédito: Serendipity Inc./Divulgação)

(crédito: Serendipity Inc./Divulgação)

Ao comandar um filme que, apenas nos cinemas, teve mais de 2 milhões de espectadores, o diretor Daniel Rezende, do sucesso Turma da Mônica — Laços, optou por estratégias simples para prender a atenção das crianças. “Escolhemos o caminho de não subestimar a inteligência, a sagacidade e o entendimento do público infantil. Cinema pode ser feito com verdade e carinho que imprimem na tela. As crianças, muito mais do que os adultos, conseguem se conectar com isso”, explica. Personagens cativantes e a exploração do amado universo de Mauricio de Sousa estreitaram a chance do acerto nos cinemas. Agora, com a pandemia, o longa migra para o streaming, num evento gratuito batizado de Férias Brasileiras e que agrupa 23 filmes, além de sessões de contação de histórias.

Editor brasileiro indicado até pelo Oscar (na equipe de Cidade de Deus), Rezende conta da velocidade demarcada em Laços: “Deixamos o ritmo do filme um pouquinho mais lento do que a vida atual (corrida, nas filmagens), para que as crianças se conectassem com uma vida sem apetrechos eletrônicos e para despertar uma nostalgia sem fim nos pais”.

O Festival Férias Animadas traz em si aspectos que cutucam as saudades de ser criança nos pais, tios e tias. Exemplo está em Menino Maluquinho, clássico da literatura infantil de Ziraldo que, nos cinemas, contou com a adaptação em 1998 assinada pela dupla Fernando Meirelles e Fabrízia Pinto, e chamada Menino Maluquinho 2 — A aventura. Diretor também do celebrado Dois Papas, Meirelles pontua: “Creio que o menino seja um personagem com que a maioria das crianças e pais se identificam. Um moleque inteligente, aventureiro, muito criativo e com bom coração. Não é o bonzinho chato, é um bonzinho safo”.

Com o distanciamento de 22 anos, a investida no universo do personagem que, nos livros, rendeu mais de 120 edições, num total de vendas superior a 4 milhões de exemplares, Fernando Meirelles não deixa de observar lacunas. “Talvez as meninas precisassem de algum papel na história: pensar que aventuras são só para garotos parece que deixa alguma coisa faltando”, comenta, destacando que, hoje em dia, certamente incluiria uma ou duas garotas na turma destacada no filme.

Derivado de uma série de tevê muito acolhida pelo gosto da criançada, Detetives do prédio azul traz, no trio central de protagonistas, a esperta personagem Sol (Letícia Braga), que completa com os amigos Pippo e Bento, o manejo de artifícios encantados no combate a maldades e momentos críticos da turminha. Responsável pelo estouro de bilheteria que foi o segundo filme de maior público em 2017, o diretor André Pellenz é nome ressaltado nesta edição do Festival Férias Brasileiras. Ele comandou a atração homônima para o canal Gloob da tevê a cabo.

“Quando se leva um sucesso da tevê para o cinema, é fundamental que o filme seja tratado como um filme, e não um ‘episódio esticado’ do programa. É preciso trabalhar tanto para o público que conhece os personagens, trazendo elementos novos que não existem na série, como também é preciso pensar em quem não conhece nada daquele universo”, explica, caçando fatores que tenham levado ao sucesso junto à criançada. Criar para cinema e tevê, como ele explica, culmina em processos “primos”. “Mas, quando se trata de cinema, tela grande, tudo é muito mais cuidado, pensado e repensado. Até porque o público, mesmo o infantil, cria uma expectativa maior quando vai ‘ver um filme’”, conclui.

Estreias nos cinemas

Depois a louca sou eu
Baseado em livro de sucesso de Tati Bernardi, Julia Rezende dirige Débora Falabella na comédia em que a ansiedade se prova a maior inimiga de uma escritora.

Monster Hunter
Inspirado em jogo de videogame, Paul W. S. Anderson comanda o filme de ação em que Milla Jovovich protagoniza junto a um esquadrão que enfrenta monstros assustadores.

O mesmo ator de Corra! Daniel Kaluuya dá vida ao revolucionário líder do partido Panteras Negras, Fred Hampton, neste longa a cargo do cineasta Shaka King.

Christabel
De Alex Levy-Heller, o filme mostra uma mulher libertária invadindo o seio de uma tradicional família interiorana.

PJ Harvey: Um cão chamado dinheiro
Seamus Murphy acompanha o processo criativo do novo álbum da cantora e compositora britânica PJ Harvey, nesse documentário.

Mais que especiais
Dois homens se unem em prol de autistas e demais pessoas marginalizadas. Vincent Cassel protagoniza o longa dos codiretores de Intocáveis (2011).

De Robert Guédiguian, revela as mazelas e todos os artifícios de superação de uma família francesa consumida pelo capitalismo.

Três perguntas / Stela Barbieri, contadora de histórias do projeto

Qual o segredo para prender as crianças numa live?
Atenção é algo fugidio, você que lê agora um texto, lê o texto e pensa em algumas outras coisas, ao longo dele. Seus pensamentos podem ter a ver com o que está lendo ou não. Quando um assunto nos interessa vamos para outros pensamentos, mas voltamos ao texto, história, filme. Sendo assim, com as crianças não é diferente, ao ouvirem uma história que as mobiliza, assistirem a um filme, fazem relações dessa história com aspectos de sua vida, pensando em outras coisas e se estiverem envolvidos, voltam a história.

O que de mais genuíno estimula tua comunicação com as crianças?
Estar a serviço da história e entregue ao encontro com os públicos, com presença. Com qualidade da presença! Há uma atmosfera que instaura, desde o início do encontro, a real criação de ligação entre nós.

Crianças têm fácil entretenimento?
As crianças são um público exigente e só ficam atentas ao que lhes interessa. Para escolher uma história para narrar que gere engajamento, primeiro precisamos nos envolver com ela, vivê-la internamente, imaginando cada detalhe e então, na hora que acontece a partilha da narrativa vivida, vamos criando diferentes atmosferas e nuances. Alteramos os ritmos, intensidades, respirações, e nos deleitamos com a força das palavras e a qualidade da presença. As surpresas e guinadas de caminhos nas narrativas são aspectos estruturantes de uma sequência narrativa mobilizadora.

  • Daniel Rezende dirige 
Giulia Benite no papel
 de Mônica, em Turma da 
Mônica — Laços
    Daniel Rezende dirige Giulia Benite no papel de Mônica, em Turma da Mônica — LaçosFoto: Serendipity Inc./Divulgação
  • Detetives do Prédio Azul, em filme
    Detetives do Prédio Azul, em filmeFoto: Daniel Chiacos/Divulgação
Fonte: Correio Braziliense
Leia Mais
26fev
Fim do Sr. Cabeça de Batata: brinquedo icônico adota gênero neutro
NotíciasDeixe um comentário

Fim do Sr. Cabeça de Batata: brinquedo icônico adota gênero neutro

A fabricante de brinquedos Hasbro anunciou que estava retirando os pronomes do Sr. e da Sra. Cabeça de Batata – GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP

O Sr. e a Sra. Cabeça de Batata se tornarão neutros em relação ao gênero, anunciou nesta quinta-feira (25) a empresa que fabrica o popular brinquedo de plástico.

A Hasbro disse que está retirando os pronomes do nome das batatas “para promover a igualdade e inclusão de gênero”.

A partir do final deste ano, o brinquedo lançado há quase 70 anos passará a ser conhecido simplesmente como “Cabeça de Batata”.

“A Hasbro anunciou hoje que a marca icônica será reinventada para o consumidor moderno”, diz um comunicado no site do fabricante.

O nova versão brinquedo, no qual as crianças adicionam características faciais e roupas ao corpo de uma haste de plástico, chegará às prateleiras no outono.

Isso permitirá que as crianças “imaginem e criem sua própria família Cabeça de Batata”, disse Hasbro.

“A forma como a marca existe atualmente – com o “Sr.” e a “Sra.”- é limitante quando se trata de identidade de gênero e estrutura familiar”, disse a gerente geral da Hasbro, Kimberly Boyd, à revista de negócios Fast Company.

“A cultura evoluiu”, acrescentou ela.

O Sr. Cabeça de Batata foi lançado em 1952. No rastro de seu sucesso, Sra. Cabeça de Batata, junto com acessórios femininos tradicionais, foi lançado no ano seguinte.

A mudança segue outras atualizações de marcas clássicas, incluindo Barbie, que inicialmente era conhecida por ser alta, branca e loira, mas agora vem em uma variedade de etnias e formas corporais.

Em 2019, a gigante global de brinquedos Mattel lançou uma linha de bonecos de gênero neutro.
Fonte: Isto É
Leia Mais
26fev
Lotus Renault 97T de Ayrton Senna ganha modelismo colecionável
NotíciasDeixe um comentário

Por: Redação.. 26 de Fevereiro de 2021

Ayrton Senna da Silva é o maior ídolo da história do automobilismo mundial. Não houve outro piloto que tenha marcado os fãs do esporte como ele, tanto por suas performances na pista como por sua personalidade e carisma.

Foi com 161 Grandes Prêmios, 65 pole positions, 41 vitórias, 2982 voltas na liderança e três títulos mundiais que Senna não só se tornou uma lenda, como também fez das manhãs de domingo uma rotina especial para toda a nação.

Após 27 anos de saudades do que viria a ser o início do legado Senna, a Planeta DeAgostini lança a réplica para modelismo do carro que proporcionou ao piloto sua primeira conquista na F1, no GP de Portugal de 1985: a Lotus Renault 97T.

Uma perfeita reprodução do carro responsável pela lendária performance e que marcou a memória de quem assistiu às curvas do jovem piloto sob torrencial chuva, sua marca registrada.

O modelismo, baseado no carro original e em desenhos mantidos pelo Classic Team Lotus, é fidedigno em todos os detalhes internos e externos, como o motor, o cockpit, o layout, os pneus e os acabamentos.

A carroceria de metal, em escala 1/8, revela o elegante chassi projetado por Gerard Ducarouge com a clássica pintura em preto e dourado, que consagrou a Lotus como o carro mais bonito da trajetória de Ayrton Senna na F1.

A coleção, que está disponível em bancas de jornais da Grande São Paulo, conta com 110 edições acompanhadas de fascículos divididos em três seções: Grandes Prêmios, O Piloto e Guia de Montagem com explicação em passo a passo das peças, conselhos técnicos, fotografias e dados históricos da vida do jovem que viveu na velocidade da luz, mas fez questão de ficar na pole position de nossas lembranças.

O projeto conta com parceria da Senna Brands e terá parte do recurso revertido ao Instituto Ayrton Senna.

Confira aqui mais detalhes da coleção disponível em bancas de São Paulo e assinaturas on-line.

Fonte: Promoview

Leia Mais
25fev
“LUCA” – Trailer inédito da animação original da Pixar
NotíciasDeixe um comentário

“LUCA”, NOVA ANIMAÇÃO ORIGINAL DA PIXAR 

Trailer inédito e novas imagens

Trailer dublado: https://www.youtube.com/watch?v=Y7UK_pHSzbc

Trailer legendado: https://www.youtube.com/watch?v=7Y9o4poGj2k

Imagens: https://www.image.net/LUCA

Pôster: https://we.tl/t-1GIQ9xzT3Q

 

São Paulo, 25 de fevereiro de 2021 — A Pixar Animation Studios acaba de divulgar o primeiro trailer e imagens inéditas para a animação “LUCA”, filme dirigido por Enrico Casarosa, diretor indicado ao Oscar® por “La Luna”. “Luca” é uma história divertida e comovente sobre amizade, saindo de sua zona de conforto, e dois monstros marinhos adolescentes que vivenciam um verão de mudanças em suas vidas.

Produzido por Andrea Warren (“Carros 3”), “Luca” apresenta um elenco de dubladores com grandes talentos do cinema, Jacob Tremblay (“O Quarto de Jack”, “Extraordinário”) empresta sua voz a Luca Paguro, um monstro marinho de 13 anos de idade brilhante e inventivo com curiosidade infinita – especialmente quando se trata do misterioso mundo acima do mar. Jack Dylan Grazer (“We Are Who We Are”, “Shazam”) dubla Alberto Scorfano, um monstro marinho adolescente independente e de espírito livre com um entusiasmo desenfreado pelo mundo humano. Emma Berman dá a voz de Giulia, uma aventureira extrovertida e charmosa que faz amizade com Luca e Alberto. Maya Rudolph (“Missão Madrinha de Casamento”, “Saturday Night Live”, “Big Mouth”) é Daniela, a mãe de Luca. Marco Barricelli interpreta Massimo, pai de Giulia. Jim Gaffigan (“The Pale Tourist”, “Troop Zero”) dubla Lorenzo, o pai de Luca.

 

SINOPSE

Situado em uma bela cidade litorânea na Riviera italiana, “Luca”, nova animação original da Disney e Pixar, é uma história de amadurecimento sobre um jovem que vive um verão inesquecível repleto de sorvetes, massas e passeios intermináveis de scooter. Luca compartilha essas aventuras com seu novo melhor amigo, mas toda a diversão é ameaçada por um segredo profundamente bem guardado: eles são monstros marinhos de outro mundo, logo abaixo da superfície da água. Dirigido pelo indicado ao Oscar® Enrico Casarosa (“La Luna”) e produzido por Andrea Warren (“Lava”, “Carros 3”), “Luca” estreia em 2021.

***

Mais informações em:

Facebook: https://www.facebook.com/DisneyMoviesBrasil

Twitter: https://twitter.com/disneystudiosbr

Instagram: https://www.instagram.com/disneystudiosbr

Youtube: https://www.youtube.com/user/WaltDisneyStudiosBR

 

Contato de imprensa:  

Fernanda Canto
E-mail: fernanda.canto@disney.com

Camila Monaco

E-mail: camila.monaco@disney.com

Site: Disneylapresspack.com e www.image.net
Twitter: @DisneyBRNews

Fonte: The Walt Disney

 

Leia Mais

Arquivos

INSTAGRAM ABRAL

This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.