You are currently viewing Stranger Things está ajudando a Netflix a bater novos recordes

Stranger Things está ajudando a Netflix a bater novos recordes

Com produtos licenciados e várias ações de marketing, Stranger Things comprova ser o maior fenômeno da Netflix

Por Catie Keck, ao AdAge*

Crédito: Divulgação/Netflix

Apesar dos atrasos da pandemia e a demora de alguns anos entre a terceira e a quarta temporada de “Stranger Things”, a franquia mais popular da Netflix até hoje, não faltaram lembretes de que a quarta temporada, apelidada de “Stranger Things 4”, estava chegando.

Fortemente comercializada durante o ínterim, a Netflix alimentou o apetite dos fãs com experiências imersivas, lojas de varejo pop-up e uma infinidade de colaborações de marcas que ajudaram a aumentar a expectativa antes da primeira parte da quarta temporada, que estreou no fim de semana do Memorial Day, feriado nos Estados Unidos. Uma segunda parte da temporada dividida chegou algumas semanas depois, em 1º de julho.

“O fandom da série não para no final de uma temporada”, disse Josh Simon, vice-presidente de produtos de consumo da Netflix. “Achamos que são maneiras realmente significativas para os fãs se envolverem entre as temporadas.”

Funcionou. Antes mesmo do segundo conjunto de episódios da quarta temporada estrear, a primeira parte da temporada mais recente se tornou a série de TV em inglês mais assistida na história da Netflix. Esse sucesso dependeu em grande parte das colaborações que fizeram de “Stranger Things 4” um elemento do discurso da cultura popular antes mesmo de estrear oficialmente.

Parcerias de marcas com empresas como Domino’s, MAC Cosmetics, Quiksilver e outras tornaram “Stranger Things” culturalmente onipresentes. A série até se uniu à fabricante de mochilas JanSport em uma coleção de bolsas bem a tempo da temporada de volta às aulas. Esse reconhecimento elevado da marca também ajudou a Netflix.

Com o sucesso monumental da série em seu currículo, a Netflix agora usará seu conhecimento de marketing para lançar uma versão mais barata e suportada por anúncios – algo que deve começar a ser apresentado no fim de 2022.

*Tradução por Valeria Contado

Fonte: Meio & Mensagem

Deixe um comentário