You are currently viewing Universo Geek não sai de moda e conquista cada vez mais espaço

Universo Geek não sai de moda e conquista cada vez mais espaço

Filmes de super-heróis, animes, HQ’s e games são alguns dos nichos que atraem os consumidores para as salas de cinema e lojas especializadas

Como um dos mercados que tem crescido cada vez mais, o universo geek procura através não apenas do filmes, mas também de artigos, unir aqueles que amam uma boa história de super-herói. Segundo a Associação Brasileira de Licenciamento (Abral), no último ano o volume de vendas de brinquedos licenciados de super-heróis no Brasil superou os R$280 milhões e, nesse ano, essa margem tende a ser superada.

Com lançamentos mensais de filme voltados para o cenário, os fãs buscam um vivência completa, que vão desde camisas, copos, adesivos e brinquedos personalizados ao Cosplay, itens que fazem parte dos produtos da Loja SmartGeek, um espaço que nasceu da paixão pessoal do Augusto Cavallero, dono da loja localizada no Piso L3, do Shopping Metrópole Ananindeua. “A Smartgeek Brasil é um projeto que começou como Hobby de colecionáveis do mundo Geek, e com o aumento e difusão da cultura e a procura por produtos, resolvemos abrir a loja”.

Apesar de ser um mercado em ascensão, para o empresário não há uma fórmula, é necessário um trabalho bem feito pois o público geek é bastante exigente. “O mercado Geek é um mercado novo, não se tem uma receita de bolo para analisar esse nicho, porém chegamos algumas conclusões: o mercado Geek é composto por fãs exigentes em qualidade e diversidade, possuindo fãs tanto da parte de cinema, como animes, HQ’s, colecionáveis como Funko pops, gamers e diversos micronichos”, acrescentando que o fã geek não possui um item específico e a escolha depende muito de qual micronicho ele se enquadra.

As estreias costumam alavancar a procura pelos itens, na SmartGeek por exemplo, a produção que provocou uma crescente nas vendas foi Homem Aranha, com itens voltados para o universo do herói, que vai desde o cinema às lojas, como aconteceu com Dr. estranho e Batman.

 

Esse é um mercado que veio pra ficar, não à toa que os eventos voltados para o universo lotam e chegam a movimentar bilhões por ano. Além de hoje, ter um público diverso que vai das crianças aos adultos. A 4º edição da pesquisa Geek Power feita pelo Ibope Conecta, junto com o portal Omelete, no final de 2020, mostrou que a faixa etária dos geeks está na faixa dos 18 aos 34 anos.

Fonte: Rede Pará

Deixe um comentário